Informativo

// Certificação é uma questão de ética

24/04/2018 00:00hs

Certificação é uma questão de ética

Por Elisabete Queiroz*

Quando se fala em certificação de processos, fala-se do padrão de um fluxo de trabalho desde seu início, até a saída do produto ou serviço final. É uma questão de lógica, mas também uma questão de sensibilidade.

Isso pode ser afirmado porque o critério que busca verificar as expectativas e as necessidades dos clientes, bem como a percepção da imagem da organização e as respectivas marcas e mercados, ainda a identificação do nível de satisfação em relação aos produtos e serviços prestados devem ser voltados para a referência de um cliente, que também é usuário e que, acima de tudo, é um cidadão.

É uma linha muito tênue e, ao mesmo tempo, abrangente. A certificação de processos nos permite identificar como a organização atua no desenvolvimento de ações institucionais e socioambientais, por exemplo.

Por isso, buscar a certificação de processos vem a ser uma postura ética da organização, uma vez que este é um fluxo que permite a aplicação de um instrumento de autoavaliação institucional que garante a melhoria contínua das práticas de gestão e seus respectivos resultados.

Para melhor compreensão sobre estes processos, leia o livro Gestão Estratégica Para Além do Planejamento Estratégico, que escrevi em parceria com Solange Maciano e foi publicado pela Entrelinhas Editora.

*Pedagoga, especialista em Didática e em Dinâmica de Grupos, é mestre em Administração de Empresas pela Universidade Extremadura (Espanha) e fundadora da Travessia Desenvolvimento Organizacional.

 

 

 

Contato

R. Ten. Eulálio Guerra, 846 - Araes,
Cuiabá - MT, 78045-065 | (65) 3052-0959

Localização